Maior autoridade do Governo confirma que Bolsonaro ROMPEU com Malafaia

Maior autoridade do Governo confirma que Bolsonaro ROMPEU com Malafaia

Este vídeo informa que Jair Bolsonaro rompeu com Silas Malafaia, de acordo com trecho obtido de fala de Ciro Nogueira, ministro da Casa Civil, nesta terça-feira dia 12 de outubro.

1) Era 13 de julho quando Bolsonaro indicou André Mendonça ao Supremo Tribunal Federal, sua última vaga no mandato.
2) Apareceu outro cara nessa história, o David Alcolumbre (DEM), eleito pela base do Governo para a presidência da CCJ.
3) Ele fingiu que era sectário do bolsonarismo, mas quando assumiu a CCJ se recusou a pautar a sabatina de Mendonça. Na prática, ele tá barrando a indicação do Bolsonaro já faz 3 meses.
4) O Malafaia ficou muito revoltado com a situação e passou a criticar publicamente até o Bolsonaro, mas claro, por interesses religiosos, porque o Mendonça é pastor Presbiteriano e seria a última chance de Malafaia de ter um correligionário no Supremo.
5) Nessas últimas semanas saiu na imprensa humores de que Bolsonaro estaria procurando um novo nome para indicar ao STF, no lugar de Mendonça.
6) O Malafaia ficou muito revoltado e publicou um vídeo nas redes exigindo a Bolsonaro a demissão de 3 ministros: Flavio Arruda, da Secretaria de Governo. Fábio Faria, das Comunicações e Ciro Nogueira, da Casa Civil, no mesmo dia em que o centrão se encontrou com Bolsonaro para apresentar Alexandre Cordeiro como um novo nome ao STF. Alexandre contou com o apoio de Arruda, Faria e Nogueira.
7) Hoje tudo se concretizou, quando Ciro Nogueira foi dar uma entrevista e disse, em resposta ao Malafaia, que toda essa “traição” não é culpa dos ministros, mas apenas "ordens diretas" do Palácio do Planalto, de Jair Bolsonaro.

Eu vou traduzir:
O Bolsonaro teve que escolher entre Ciro Nogueira e Malafaia. A decisão, você já sabe, que foi pelo primeiro. O Bolsonaro não pode dispor de Ciro Nogueira. Esse cara entrou no Governo na vaga de um General, mediante demissão. Ou seja, Bolsonaro descartou um General e colocou e arriscou sua amizade com as Forças Armadas pra preservar um bom relacionamento com o Nogueira.

É importante lembrar que o Nogueira é presidente do PP, o partido mais relevante da base bolsonarista dentro da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. Outro fato é que o PP tem muitas prefeituras, que constitui um dos maiores palanques eleitoras para as eleições de 2022.

O Malafaia é importante pro Governo, ele faz diferença, mas Bolsonaro teve que tomar a decisão de menor risco político.